Artigos por "sites para empresas"

Mostrando postagens com marcador sites para empresas. Mostrar todas as postagens

PROCURANDO SERVIÇOS DIGITAIS EXCLUSIVOS?
A LD Sites, uma empresa especializada na criação de sites e logomarcas profissionais, programação visual e marketing digital, como nas melhores empresas de design da web, tem excelente conceito e referências no desenvolvimento e design profissional, design para web, desenvolvimentos web, websites, serviços de design de logotipos profissionais de qualidade, serviços SEO.
Tecnologicamente a LD Sites pretende ser a empresa Top em web design, estar sempre entre as melhores e principais, não só no Brasil, mas também globalmente.
Por tudo isto podemos afirmar:
" Você está lo lugar certo!" - - - FALE CONOSCO
---------------------------------------------------------------------------
Provavelmente você já ouviu o termo SEO mas, para os não familiarizados, SEO significa literalmente Search Engine Optimization - jargão técnico para um conjunto de métodos utilizados para aumentar a classificação do seu site nos resultados de pesquisa do Google.

Mas, por que você deveria se importar? Bem, de acordo com este artigo, publicado pelos gurus de SEO no site MOZ, juntas, as 3 primeiras posições nos resultados da busca do Google definem cerca de 55% dos cliques orgânicos, com o número 1 recebendo mais de 30%.

Pense nisso, mais de um terço dos visitantes clicam no primeiro resultado que vêem. Naturalmente, todo mundo quer ser o número um, por isso descrevemos abaixo 5 passos que você pode seguir para aumentar a posição do seu site.

Faça um balanço

A primeira etapa é certificar-se que seu site satisfaz os critérios mais básicos de SEO. São coisas frequentemente esquecidas quando o novo conteúdo é carregado, mas que desempenham um papel crítico para uma melhor classificação do seu site. Por exemplo:
  • Meta Title Tags: Certifique-se de ter definido um meta título para cada página. Eles são muito importantes, pois contribuem com palavras-chave e serão exibidos nos resultados de pesquisa do Google.
  • Meta Description Tags: Certifique-se de ter uma descrição em cada página. Elas não têm o valor de uma palavra-chave, mas são importantes já que aparecem abaixo do título da página web no Google.
  • Cabeçalhos da página: Certifique-se de ter títulos em cada uma das páginas do seu site. Estes são tipicamente cabeçalhos, sub-cabeçalhos e títulos de páginas (ou seja, o título do seu projeto).
Publique frequentemente

O Google recompensa sites que se mantêm atualizados e freqüentemente postam conteúdo novo. Agora, isso não significa que você deve apenas postar por postar, como na maioria das coisas, a qualidade supera a quantidade. No entanto, consistentemente, atualizar seu site é muito melhor do que mega atualizações uma ou duas vezes por ano. Isto ajudará não apenas sua classificação, mas também fará com que seu site pareça vivo e ofereça uma experiência mais cativante para seus visitantes.
  • Atualize os Projetos: Desenvolver uma estratégia de conteúdo que envolve a adição de novos projetos periodicamente, definir prazos e cumpri-los.
  • Mantenha o Blog Atualizado: Definir um objetivo, se você tem um blog ou seção de notícias, eles merecem um ou dois posts por mês.
Inclua palavras-chave

As palavras-chave ajudam o Google a determinar a relevância do seu conteúdo para um determinado termo de pesquisa. Por exemplo, se você é um arquiteto de residências e suas descrições de projeto incluem palavras como "residência", "casa", "unifamiliar" e assim por diante, você provavelmente terá uma relevância maior nestes termos de pesquisa do que em outros, como "museu" ou "biblioteca".
  • Misture-os: Espalhe 4-5 palavras-chave ou frases em suas descrições de projeto e da cópia do site, certificando-se de que elas enfatizam sua experiência ou atendam sua clientela.
  • Use-as em uma Frase: Mantenha as palavras-chave contextualizadas, usando-as em frases e repita o mesmo conceito usando palavras diferentes.
  • Mantenha-se Regional: Além disso, não se esqueça de incluir os locais do projeto (cidade, região, país), pois estes podem ajudar a aumentar a sua classificação nas pesquisas geográficas específicas.
Faça backlinks

Backlinks são quando outro site coloca um link para o seu site. Aqui, novamente, qualidade é melhor do que quantidade. O Google determina a classificação de um site, em parte, por quantas vezes ele é referenciado por outros. Essencialmente, qualidade por associação. Enquanto isso acontece organicamente, há uma série de maneiras para você gerar novos links por conta própria.
  • Perfis Sociais: Crie perfis em sites como Facebook, Twitter, ou Instagram para promover e compartilhar seu trabalho.
  • Perfis de Arquitetura: Verifique se a URL do seu site está atualizada em seu perfil em sites como ArchDaily e outros.
  • Prêmios de Arquitetura: Sempre que você receber um prêmio, certifique-se de que o órgão responsável adicione um link para sua página inicial ou página do projeto em seu site.
  • Submissões do Blog: Envie seu trabalho para sites lifestyle ou blogs de design e não se esqueça de incluir um link para seu site no corpo do texto.
Utilize ferramentas de medição

Há várias ferramentas gratuitas e/ou pagos para acompanhar e gerenciar seu progresso SEO. Recomendamos duas grátis abaixo que você pode começar a usar hoje. Observe que, para ambas, você precisará de uma Conta do Google.
  • Analytics: Google Analytics. Acompanhe quantos visitantes o seu site recebe, o que eles olham e de onde eles vêm.
  • Keywords: Google Webmaster Tools. Veja quais palavras-chave seu site classifica e onde, nos resultados do Google, você aparece.
FONTE: Arch Daily

É possível ter destaque no buscador tanto por meio de links patrocinados como por resultados orgânicos. Vale investir em conteúdo para o tráfego retornar ao site. Entenda como fazer a otimização de site para trazer resultados positivos ao seu negócio, 

É praticamente senso comum que não dá mais para fugir da internet. Todos os produtos e serviços oferecidos hoje em dia podem ser acessados pela rede e não apostar nesse modelo de negócio significa perder clientes. 

O grande desafio da otimização de site é fazer com que as pessoas lembrem do site da sua empresa independente de ele ser sugerido em um buscador como o Google. O ideal é que as pessoas entrem no seu site automaticamente porque lá tem algo relevante para elas. A ferramenta de promoção é importante para trazer o tráfego, mas o potencial cliente volta pela relevância do conteúdo. 

A presença na internet, no entanto, ressalta o professor, não se reduz apenas a fazer uma página, ter um perfil no Facebook ou uma conta no Twitter. É algo que requer permanente atualização e monitoramento. Uma vez que entra nesses meios, a empresa tem que manter o diálogo aberto com o público. 

Investimento em buscador Se sua empresa não é muito conhecida, acabou de estrear um site corporativo ou decidiu melhorar os resultados com investimento em internet, há meios de aumentar a visibilidade na rede. Um deles é fazer com que o link apareça nos resultados de busca do Google – quando o internauta buscar uma palavra chave, seu site aparecerá na lista. 

Segundo especialistas, há duas formas de posicionar o site no Google. Uma dela é paga, conhecida como resultado patrocinado, e outra gratuita, chamada de busca orgânica. 

Não há um custo fixo para anunciar o site no buscador, você pode investir 1 real ou mil reais por dia. A diferença estará na visibilidade do anúncio. 

Para estar nos links patrocinados (aparecem à direita ou na parte superior da página de resultados do buscador), você abre uma conta no Google Adwords seleciona as palavras chave ligadas ao negócio e escreve seu anúncio. Além da taxa de ativação, você só paga o valor que deseja investir e o preço máximo que está disposto a pagar pelo custo por clique – não pode ser menor que o mínimo por lance. 

Além da visibilidade, outra vantagem dos links patrocinados é a possibilidade de escolher em que regiões o anúncio vai aparecer. Pode ser segmentado só para Fortaleza ou São Paulo, por exemplo. Além disso, existe a possibilidade de medir o retorno que o anúncio deu para o produto. Consegue-se saber de onde vieram as pessoas interessadas. O empresário tem, também, total controle pelo anúncio, podendo modificá-lo ou até suspendê-lo quando quiser. Basta entrar na própria conta. 

É importante ressaltar que essa forma de visibilidade não considera os conteúdos de cada site, mas a estratégia de investimento do anunciante. Ou seja, os primeiros nem sempre terão os melhores produtos e serviços. 

Visibilidade gratuita A meta nos resultados orgânicos é provar para o Google que o site da empresa tem o resultado mais relevante sobre o assunto, a chamada busca e otimização (SEO na sigla em inglês de Search engine optimization). Basicamente três aspectos influenciam no posicionamento das buscas. 

1. Técnico Aparte técnica do site é essencial para que os robôs do Google consigam navegar pelo seu site e identificar o que o cliente procura. Esse não é mais um aspecto determinante e sim um pré-requisito básico.Com um código atualizado, bons redirecionamento interno e configuração de URL consegue-se entrar no topo da busca. Apesar de excelente, isso não basta. É preciso ir além de bons códigos. 

2. Conteúdo Especialistas explicam que o Google consegue fazer uma busca pelos conteúdos do site, mas não avalia imagens e vídeos. São levados em consideração o que está escrito na home, as categorias de mensagens, os links entre os conteúdos e as palavras de maior destaque e densidade nos sites. O Google consegue ler dentro do site e separar os conteúdos diferenciados, mais autênticos e de maior relevância para o usuário. Por isso, certifique-se de incluir os nomes, categorias e tipos de produtos. Assim, tanto uma busca genérica quanto uma específica levarão ao seu site. 

3. Reputação e popularidade Por melhores que sejam a parte técnica e o conteúdo de um site, o Google leva muito em conta a quantidade de vezes em que ele é citado por outros para selecionar aqueles que aparecerão no topo do resultado de busca. Se no site A aponto para o B, o Google entende que A indica B e passa sua popularidade para ele. Neste ponto, é possível identificar a importância de estar ativo nas redes sociais e convencer os clientes a espalharem seu site por aí. 

Fonte: Exame

Uma das dúvidas mais frequentes entre os desenvolvedores ou proprietários de Sites/Blogs é a questão de qual destes dois serviços é mais eficiente ou então, qual deve ser contratado. Estas são questões fáceis de serem respondidas. Vamos iniciar explicando a primeira dúvida: “Qual é mais eficiente? Links Patrocinados ou SEO" 

Resposta: Nenhum deles. Ambos são muito efetivos em uma campanha de Marketing Digital, a grande diferença entre eles neste caso é o tempo de resposta/resultados. 

Anúncios em Links Patrocinados costumam dar um resultado mais rápido e imediato, já que o site/página começa a aparecer logo que a campanha é criada. Dependendo do valor pago por clique e do tamanho do investimento, é possível aparecer nas primeiras posições por um longo período de tempo. 

Otimização de Sites, também conhecido como SEO (Search Engine Optimization) é uma estratégia de Marketing Digital para longo prazo. A demora em se obter resultado ao adotar esta tática deve-se ao fato de que os mecanismos de pesquisa levam um certo tempo para atualizar seus rankings, e consequentemente, o posicionamento de todos os sites. Sendo assim, qual destes serviços eu devo contratar? 

A curto prazo, deve-se pensar em contratar uma campanha de Links Patrocinados, porém, a longo prazo esta tática pode se tornar muito cara, já que o padrão mais adotado é o PPC (pay-per-click; pagamento por clique). 

Por tal motivo, após determinado período (de acordo com o tamanho da sua capacidade de investimento) começa a ser mais interessante investir na Otimização de Sites, que apesar de ser mais caro no início, torna-se muito barato ao longo do tempo, uma vez que não é mais necessário pagar por cada usuário que acessa seu site, independentemente de ele efetuar a compra ou não. 

Enfim, ao observarmos o mercado vemos que os sites de maior sucesso são os que conseguem aliar as duas estratégias de forma complementar. O tráfego gerado a partir dos links patrocinados contribui para a estratégia de SEO, uma vez que significa relevância para o site, e ao mesmo tempo, o tráfego gerado por um melhor posicionamento na busca orgânica, contribui para o índice de qualidade do site, reduzindo o custo das campanhas de links patrocinados. Desta forma o ideal é ter uma estratégia que contemple tanto o curto como o longo prazo, dividindo o orçamento de forma equilibrada e acima de tudo, ter um bom site com um bom conteúdo, pois independente do tráfego que você consiga gerar, a boa experiência do usuário é o que de fato cinta para o sucesso. 

Fonte: TechTudo

Segundo estudo, para alcançar melhores resultados em 2012, microempresas pretendem investir pesado em ferramentas online 

A empresa Schedulicity, especialista em desenvolvimento de microempresas, divulgou o resultado de uma pesquisa no site Eweek. O estudo aponta quais serão os maiores objetivos das pequenas empresas em 2012, já que 91% das companhias entrevistadas esperam melhor desempenho para este ano. 

Segundo o estudo, cerca de 66% das empresas esperam que 2012 ofereça um ambiente econômico melhor. Porém, 8% dos entrevistados acreditam que a economia será ainda pior em 2012 e 26% disseram que a economia do mundo deve se manter inalterada. 

Quando questionados sobre os principais objetivos de negócios para este ano, a maioria dos participantes classificou o crescimento da receita e lucro como maior prioridade, enquanto o corte de despesas ficou em último lugar no top 5. A partir deste resultado, a pesquisa perguntou quais eram as expectativas de crescimento de cada uma das empresas. 39% esperam crescer de 10 a 25%, enquanto 26% afirmam que terão um ano incrível e conseguirão aumentar em até 50% o seu faturamento. 

Das companhias mais otimistas, que aguardam uma melhora na economia mundial, 40% esperam contratar cerca de 2 a 5 funcionários novos, em média. Para uma pequena empresa este número representa um aumento de até 70% no time de funcionários. 

Por fim, o estudo abordou quais as ferramentas que serão utilizadas em 2012 para que as companhias atinjam seus objetivos. As mídias sociais, email marketing e SEO (otimização para mecanismos de busca - veja algumas dicas de SEO aqui) foram os três recursos que tiveram melhor classificação no ranking. 

"Enquanto 2011 foi um ano de reconstrução ou início para pequenas empresas, 2012 será o ano do desenvolvimento”, comentou Jerry Nettuno, CEO da Schedulicity. "A prosperidade está próxima e as pequenas empresas estão sinalizando isso para o mercado. A recuperação está progredindo", concluiu. 

A importância estratégica do website de uma empresa, seja ele b2b, b2c ou meramente institucional, nunca foi tão evidente. Ele é mais que o cartão de visita institucional, é a forma de existir no mundo virtual, o que significa dizer que, em grande medida, é como clientes, parceiros, fornecedores e outros públicos a enxergam.

Vale lembrar que a primeira impressão sobre qualquer corporação ou entidade continua a ser muito importante, o que mudou, entretanto, é que esta, atualmente, é formada em grande parte na internet. O site depõe a favor ou contra a organização. Dele depende como e se haverá o próximo contato. Um dos grandes desafios de qualquer organização é mais que ser bem vista no mundo virtual, é algo mais básico que isso. É o desafio de ser visto em meio a 232 milhões de sites em todo o mundo, o que coloca novos paradigmas à comunicação. 

Para se diferenciar em meio a 232 milhões de sites em todo o mundo, é preciso além de inovar, atender às expectativas do visitante, trazer informações acessíveis, ter uma linguagem objetiva, chamar a atenção, ser visualmente bonito, elegante, navegável, útil, fácil de usar, rápido, diferente, etc. etc. etc. 

Se o internauta foi levado, qualquer que seja o motivo, à sua página, é preciso tornar sua experiência prazerosa para fidelizá-lo, caso contrário, é possível nunca mais tê-lo navegando em seu site. E isto é muito sério. Infelizmente, o desenvolvimento de websites ainda é muito amador no Brasil. Poucos levam em conta critérios e diferenciais do meio internet para criar seu espaço e é por esta razão que facilmente se encontram sites pouco eficientes e mal desenvolvidos. 

Hoje, o desenvolvimento de site é mais que um serviço de criação, é um momento de planejar estrategicamente para decidir o que será contemplado, para quem, com que funcionalidades, que tipo de gerenciamento, quais informações irá fornecer, que imagens irá usar, como será alimentado, de quanto em quanto tempo, que critérios de atualização serão utilizados, haverá contato online, de que forma, será multimídia, entre muitas outras coisas. 

O empresariado brasileiro deve considerar, para que a organização tenha uma imagem adequada e positiva, que seu site precisa de diferenciais e adequação ao meio. Ora, no mês de março, o número de usuários ativos da internet residencial brasileira chegou a 25,5 milhões, segundo o IBOPE Nielsen Online. Em 2008, o comércio eletrônico, segundo o e-bit, movimentou 8,2 bilhões de reais e o número de brasileiros que compram pela internet chegou a 13,2 milhões. Estes dados mostram o tamanho do universo e o potencial da internet brasileira, colocando em primeiríssimo lugar a necessidade de excelência no desenvolvimento de sites.

Neste contexto, é preciso esclarecer que existem diversas técnicas e empresas especializadas boas no país. Muitas das quais são de pequeno porte, mas com grandes feitos. Porém, é preciso ter cuidado para não comprar gato por lebre. 

Há também muitas tecnologias por trás de um site bem desenvolvido, que garantem qualidade e excelência na sua finalidade, mas o primeiro passo é identificar o objetivo principal de sua existência. Por exemplo, informar clientes e prospects sobre as suas diversas atividades; vender produtos cosméticos; informar sobre o mercado de agronegócio. Com base neste direcionamento, tudo será desenvolvido. Se o objetivo é que colaboradores, clientes e fornecedores saibam como andam seus trabalhos, solicitações, pedidos, o desenvolvimento do site terá que permitir níveis diferenciados de acesso, além de prever ferramentas administrativas que façam a gestão do conteúdo, bem como sua atualização. Veja, é mais que ser esteticamente bonito. 

A 'beleza' do site é importante, sem dúvida, mas é preciso mais que aparência. A usabilidade e a ergonomia são empregadas para que a experiência de navegação seja a melhor possível. É uma forma de facilitar o acesso a produtos, informações, serviços ou qualquer que seja o dado que se busca no site. 

Excelência em site está relacionado diretamente com sua finalidade e, claro, com criatividade para propor modos diferentes de dizer o que todo mundo diz, com pitadas de tecnologia e muita usabilidade, lembrando-se sempre de que um visual agradável faz essa experiência ser muito mais prazerosa. 

O crescimento dos dispositivos móveis aliado à necessidade de mobilidade das pessoas, tem exigido uma mudança de postura por parte das empresas investir em um site responsivo pode ser a solução. 

Como não é possível garantir que o cliente esteja em frente a um desktop no momento em que ele mais precisa de você, a solução é investir em um site responsivo, privilegiando o acesso por meio de uma plataforma mobile, ou seja, um site que se adapta automaticamente a qualquer tamanho de tela, permitindo que o seu cliente entre em contato com a sua empresa de onde quer que ele esteja. 

E por que você deve ter um site responsivo? Descubra agora mesmo! 

A usabilidade e a satisfação do cliente
É fato que praticamente todos os sites podem ser acessados via dispositivos móveis, mas quantos deles realmente são funcionais em uma plataforma mobile? A usabilidade ou facilidade com que o seu cliente acessa menus, textos e imagens no seu site é imprescindível para que você o mantenha satisfeito com a sua empresa. Primar pela qualidade da interação que os seus clientes têm com este canal de comunicação tão importante reflete a preocupação da sua empresa em prestar um bom atendimento, elevando sua estima frente ao mercado. 

Redução de custos de manutenção
Manter um site para cada tipo de dispositivo com acesso à internet se tornou inviável, tendo-se em vista que hoje temos smartphones de todos os tamanhos, assim como tablets, notebooks, iPads, entre outros. Sendo assim, o site responsivo é a melhor maneira de manter o seu site atualizado sem grandes investimentos, pois a manutenção é feita em uma única plataforma, que se adequa aos dispositivos de acordo com a necessidade.

A experiência do usuário é cada vez mais importante
Termos como UX (User Experience) são cada vez mais recorrentes no universo mobile, justamente porque o que as pessoas buscam são experiências únicas, exclusivas e facilitadas pela tecnologia. Em uma plataforma mobile como um smartphone, não temos a mesma destreza e espaço para interação que em um notebook, o que requer adaptações inteligentes para que o usuário possa acessar o seu site com uma única mão, por exemplo. 

Essa tendência é tão verdadeira que o Google, desde abril de 2015, privilegia os sites responsivo em seus resultados de busca, já que um dos grandes objetivos da empresa é promover experiências cada vez mais ricas para os seus usuários. 

As penalidades de quem ainda não tem um site responsivo
Além de perder um bom posicionamento no Google, a empresa que ainda não investe em mobilidade para o seu site tem outras barreiras a enfrentar, como a redução do número de visitas. Conforme o número de smartphones, eles se tornam a primeira tela de interação dos usuários, deixando de lado os desktops e notebooks como ferramentas de acesso à internet. A insatisfação gerada nos consumidores hiperconectados por um site que não está preparado para a plataforma mobile também é um fator a ser considerado, já que você pode perder clientes por não estar atento às tendências tecnológicas que facilitam a vida do seu público. 

Com um design responsivo você amplia o alcance da sua marca, ultrapassa as barreiras geográficas e tecnológicas e coloca sua empresa frente a frente com seus clientes, sem entraves. Se você ainda não tem um site preparado para uma plataforma mobile, chegou a hora de investir nessa solução! 

Empresa vai considerar se página funciona bem em smartphones e tablets. Além de design adequado, páginas têm de carregar com internet móvel. 

As páginas na internet não preparadas para smartphones estão prestes a escorregar para bem longe do topo de pesquisas feitas no Google. A gigante da tecnologia passa a considerar se um site é amigável a dispositivos móveis como um dos critérios para escondê-lo ou ranqueá-lo entre os primeiros resultados da pesquisa. A novidade vale a partir desta terça-feira (21). 

“Essa mudança afetará as pesquisas móveis em todas as línguas ao redor do mundo e irá ter significantes impactes nos nossos resultados de busca”, informou o Google, em fevereiro. Ela é uma resposta da empresa à tendência cada vez maior de a navegação na rede migrar do computador de mesa para dispositivos móveis. 

Desce
“Conforme mais pessoas usam dispositivos móveis para acessar a internet, nossos algoritmos têm de se adaptar a essa camada de uso”, afirmou o Google. Os algoritmos da ferramenta de busca do Google consideram critérios para privilegiar certas páginas e não outras como relevância, disponibilidade (estar constantemente fora do ar não é bem visto) e balanceamento entre o conteúdo o buscado e o exibido pelo site (os “robozinhos” do Google são capazes de detectar se uma página exibe informações consistentes ou se apenas as reproduzem para se sobressair). 

Passa a fazer parte dessa avaliação o chamado “design responsivo”, ou seja, a calibragem de uma página para ser mostrada nas telas de smartphones e tablets. Conta também a performance de conexão site. Se ela é leve o suficiente para carregar considerando as velocidades da internet móvel, menores que as do acesso fixo. Segundo a empresa, sendo esse um dentre 200 outros critérios de avaliação, caso os outros atestem a relevância da página, ela ainda assim será exibida no topo. O Google já realizou mudanças como essa em seu algoritmo para, por exemplo, "esconder" sites que ofereciam o download pirata de conteúdos. 

Agora, a alteração tem forte potencial de mudar a vida de empresas com forte atuação no mundo digital. “Imagina uma loja de comércio eletrônico que não tenha um site móvel e precise do tráfego orgânico do Google. Esse site vai cair no ranking e isso pode gerar impacto na receita dessa empresa”, afirma Vinícius Agostini, diretor de marketing da Exceda, empresa que turbina a performance de serviços conectados. 

Sobe
O caminho do Google até a completa adoção do chamado “design responsivo” como critério de ranqueamento foi construído aos poucos. No ano passado, começou a mostrar aos internautas quais eram os sites calibrados para o mundo móvel. 

Para tornar a navegação mais próxima da rotina dos smartphones, a busca passou a informar não só páginas mas também aplicativos que pudesse contemplar as pesquisas. Ainda que seja um desafio, a mudança pode se tornar uma oportunidade. “Com essa mudança, se você fizer uma busca por 'controle financeiro', o Google vai mostrar apps que tratem desse tema”, afirma Agostini. Essa opção só vale se o usuário já tiver o aplicativo instalado. “Agora, o Google vai priorizar páginas de serviços q são bons para o meio que a pessoa está usando”, completa o executivo. 

Fonte: Portal G1

 O que são Links Patrocinados?
O Link Patrocinado é um serviço pago oferecido pelas ferramentas de busca, como Google, Yahoo, UOL entre outros, de forma que as empresas paguem um valor específico pelo clique de cada palavra-chave do seu negócio.

Alguns Números dos Links Patrocinados
Link Patrocinado é um investimento 100% garantido em retorno de visitas, pois o pagamento só é feito após o clique e não por visualização.
Ferramentas de busca são freqüentemente usadas por usuários Internet;
98.8% dos usuários, usam ferramentas de busca;
11 bilhões de buscas são feitas mensalmente na internet;
85% dos usuários encontram o que precisam na web via sites de busca;
60% dos internautas clicam nos três primeiros resultados da busca;
80% dos internautas não vão para a segunda página dos resultados da busca;

Por que funciona fazer Link Patrocinado?
Formato de mídia qualificada e nada evasiva, pois é o usuário que pesquisa por produtos e serviços que ele tem interesse naquele momento.
Resultados eficientes: anunciante só paga quando internauta clica no anúncio e entra no site de sua empresa;
O anunciante vai estar sempre bem posicionado, devido à administração diária;
Quem tem maior verba total não tem vantagem;
Aumenta a audiência do site de forma qualificada;
Fortalece sua marca na internet;
Resultados em curto prazo;
Resultados mensuráveis;

DIFERENCIAL LD SITES NOS LINKS PATROCINADOS
Equipe de especialistas em Link Patrocinado Google. Temos certificação do próprio Google para administrar campanhas de Links Patrocinados.
Nossa administração vai além dos Links Patrocinados. Interagimos com o Google Analytics, analisando taxa de rejeição e tempo de permanência por página, buscando SEMPRE os melhores resultados para nossos clientes.
Relatórios diários, semanais ou mensais conforme a necessidade dos cliente
 
 
Solicite mais informações e orçamento sobre os serviços.



WhatsApp: (21) 99818-0420

Visite:

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.